audiovisual ao vivo
pesquisa, atual

A pesquisa eventualidades: audiovisual ao vivo coloca em diálogo processos experimentais e pesquisa conceitual sobre os formatos de edição em tempo real que tornaram-se presentes em manifestações como a performance audiovisual ou a dança contemporânea. O foco do projeto é investigar os elos entre estes procedimentos e as práticas mais amplas do audiovisual experimental, desde o surgimento do cinema e as reconfigurações propostas pelas artes do vídeo, aos rumos das linguagens contemporâneas resultantes do surgimento de equipamentos e programas capazes de permitir manipulações complexas de imagem e som em tempo real (sejam cenas abstratas produzidas por processos algorítmicos ou interferências em imagens filmadas e sons gravados). A metodologia da pesquisa aproxima-se das discussões teóricas da arqueologia das mídias, que busca um engajamento com a materialidade dos processos de linguagem e uma investigação do papel epistemológico que o tempo real passa a assumir numa cultura marcada pelo uso de redes de comunicação intermitentes, pervasivas e mutantes conforme o contexto em que operam. A pesquisa aborda, de forma ampla, o modo como a relação entre redes e espaços físicos vem criando arquiteturas imateriais, o que muda a forma de produzir linguagem, viver e mesmo construir, nas cidades contemporâneas. Um aspecto que tem recebido maior ênfase é a leitura crítica de obras e processos importantes para entender o espraiamento das chamadas práticas ao vivo pelo campos das artes visuais, na medida em que elementos das performances audiovisuais surgem também no espaço expositivo e em projeções no espaço público. Ao recuperar experiências feitas no rádio e na televisão e as relacionar com as poéticas em rede, o objetivo é identificar aspectos das linguagens ao vivo mais ligados ao seu caráter efêmero e performático, complementando o ciclo de pesquisa anterior que teve foco maior em aspectos de montagem. Além disso, o projeto procura identificar os antecedentes brasileiros das práticas audiovisuais ao vivo, pelo exame de experiências de Flavio de Carvalho, Glauber Rocha e outros artistas que criaram obras em rádio e TV.

resultados publicados

Entre os resultados mais consolidados desta pesquisa estão os dois artigos abaixo.

Designing Real-Time: On How Events Affect Audiovisual Narrative

Audiovisual ao vivo: Feedbacks entre os cinemas experimentais, as artes do vídeo e o audiovisual contemporâneo.

resultados menos sistematizados

algorithmic liveness

clique para ler mais a respeito da pesquisa iniciada na Humboldt University, como parte do Programa PIPEq da PUC-SP, na categoria Estágio no Exterior

on transmission

estudos para performance

live cinema

o conceito de live cinema

caderno de campo

marchas, vôos e utopias: brecht e oswald como avessos

projetando no claro

projetando no claro

exemplos relevantes

1910? Prometheus, a poem of fire (Scriabin)

1931 Thomas Wilfred (Clavilux)

1931 Limite (Mario Peixoto)

1931 Experiência # 2 (Flávio de Carvalho)

1938? War of the Worlds (Orson Welles)

1931 Lumiéres (Julien Le Parc)

1966 Cut Ups / William Burroughs link

1964 Aparelho Cinecromático / Abraham Palatinik link

1967 EPI / Andy Warhol e Velvet Underground link

1986 Home of the Brave / Laurie Anderson link

2006 suspensão, de duVa

2011 Palestra de Mario Ramiro sobre ambientes instalativos e performances sonoras

2011 Entrevista com Walter Silveira, na época de sua individual Blackberry Walter link

2013Mario Ramiro na IV mostra do programa de fotografia do CCSP